Follow by Email

sexta-feira, 9 de março de 2012

Cadeia alimentar e sua estrutura


Num ecossistema existem relações alimentares entre as diferentes espécies que pertencem a níveis tróficos distintos. Assim temos produtores, consumidores e decompositores. 

Floresta Tropical

No primeiro nível trófico temos os produtores, que produzem o seu próprio alimento, são designados por isso de autotróficos, as plantas são um exemplo. Os seres vivos que se alimentam dos seres autotróficos (como as plantas) são os consumidores primários ou de primeira ordem e representam o segundo nível trófico, aqui encontramos os herbívoros e alguns  insetos. Do segundo nível trófico, para os outros níveis tróficos encontramos seres designados por heterotróficos, porque não produzem o seu próprio alimento. 
Os consumidores secundários ou de segunda ordem alimentam-se dos consumidores primários e ocupam o terceiro nível trófico, aqui incluem-se os carnívoros,  poderão existir outros níveis acima deste. 
Jaguar
Os decompositores, são os responsáveis por transformar matéria orgânica em matéria mineral. Esta matéria mineral resultante, é devolvida ao solo e é crucial para as planta, para todos os herbívoros que se alimentam delas e para todos os que deles se alimentam e assim sucessivamente. Deixamos-te um exemplo de cadeia alimentar: erva – insetos (formigas) – urso-formigueiro-gigante – jaguar. 
No nosso planeta encontramos exemplos muito mais complexos que o anterior e que são designados por: redes/teias alimentares. Nas cadeias alimentares uma espécie pode servir de alimento a várias outras espécies e também ela ter uma alimentação diversificada.

Lançamos-te um desafio: vai ao jardim zoológico e depois de observares e aprenderes acerca dos hábitos alimentares das espécies, constrói tu cadeias e redes alimentares! Vais ver que te vais divertir e aprender em simultâneo.

Sem comentários: