Follow by Email

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Reprodução das plantas com flor


Todos os organismos necessitam de se reproduzir, caso contrário, haveria o desaparecimento de muitas espécies, e a vida na Terra estaria comprometida. É comum ouvirmos falar da reprodução em animais, mas como será que se reproduzem as plantas com flor?
Nestas designa-se de androceu o conjunto dos estames, ou seja, os órgãos reprodutores masculinos. Nas anteras dos estames produz-se, em sacos polínicos, os grãos de pólen que dão origem às células reprodutoras masculinas, os anterozoides.
O gineceu é o conjunto de órgãos reprodutores femininos de uma flor. Nestes podemos encontrar os carpelos. Nos ovários dos carpelos encontram-se as células reprodutoras femininas, os óvulos. Para que ocorra a reprodução as anteras abrem-se deixando sair os grãos de pólen que são transportados para o estigma de flores da mesma espécie, processo este a que chamamos polinização. Quando os grãos de pólen alcançam o óvulo, ocorre a fecundação.
A polinização pode ser direta ou cruzada. A primeira acontece quando os grãos de pólen caem diretamente no estigma da mesma flor. A polinização cruzada dá-se quando os grãos de pólen são transportados pelos agentes de polinização para o estigma de uma flor situada noutra planta da mesma espécie. Os agentes de polinização podem ser o vento, os insetos, algumas aves e pequenos mamíferos. Algumas plantas desenvolveram estruturas que ajudam a espalhar as suas sementes, como é o caso dos frutos do dente-de-leão.

Sem comentários: