Follow by Email

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Desmistificar: os répteis não são pessonhentos!


Os répteis são dos grupos de animais mais carregados de crenças, mitos, lendas e superstições negativas... basta tomar como exemplo a Serpente que fez com que Eva caísse em tentação.
Para a religião cristã a serpente simboliza o mal, é um animal astucioso ligado ao pecado e ao demónio, mas noutras religiões ou credos a serpente era símbolo de renascimento e regeneração (devido à muda das escamas), unidade (quando se fecha num círculo), imortalidade, conhecimento, cura (já alguma vez reparaste no símbolo das farmácias?), entre tantos outros significados que lhe são atribuídos.
Porém, graças à "inimizade bíblica, as serpentes e, por associação, os lagartos passaram a ser mal-amados como nos mostra a expressão "dizer cobras e lagartos" (dizer mal, amaldiçoar).
Muitas outras crenças são associadas aos répteis: as serpentes bebem o leite das mães, sejam humanas, ovelhas ou cabras; vão ao berço dos bebés por causa do cheiro a leite; os sardões (uma espécie de lagarto) e as serpentes sobem pelas pernas das mulheres quando estas estão menstruadas; entre muitas outras lendas que podes descobrir ( consulta: www.lendarium.org).
E para atestar as crenças temos expressões e provérbios preconceituosos, como: "má como as cobras", "língua viperina", "comportar-se como uma víbora", "se a víbora ouvisse e o licranço visse, não havia quem lhes resistisse", e outras tantas que podes perguntar na aldeia dos teus avós.
Dragão-de-komodo
Mesmo assim os sentimentos ligados aos répteis são muito variáveis. Embora os crocodilos sejam assustadores, os dinossauros são alvo de grande fascínio, as tartarugas-de-água-doce são animais de estimação, as pequenas lagartixas não nos incomodam, e os camaleões são admirados. Por outro lado, apesar do medo e repúdio das víboras, muitas são mortas no nosso país para que as suas cabeças sejam usadas como amuletos da sorte.
Já as osgas carregam a fama de pessonhentas e de cuspirem nos olhos das pessoas. Ainda por cima, e para azar das mesmas, aparecem muitas vezes nas casas, incluindo apartamentos citadinos. Mas se tiveres oportunidade de ver uma osga, ou uma lagartixa, comprovarás que, à semelhança de todos os répteis, têm pele seca coberta por escamas (nada viscosa, nem pessonhenta!!!).
Os répteis são muito mais importantes do que algumas pessoas gostam de admitir. Controlam pragas de insectos e pequenos mamíferos (como ratos), e ainda servem de alimento a outros animais, como por exemplo a águia-cobreira.
E se fizesses, com a ajuda da tua turma, uma campanha que ajudasse as pessoas a perceberem que estes mitos negativos sobre os répteis não fazem sentido? Vem ao Reptilário do Jardim Zoológico e inspira-te!

Sem comentários: