Follow by Email

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Hibernação, estivação e migração


Será que o comportamento dos animais muda conforme a época do ano?

Urso-pardo
Quando a temperatura desce e o alimento se torna escasso, os animais têm estratégias para lidar com esta situação, nomeadamente a hibernação em que se protegem do frio em tocas e reduzem a sua atividade biológica ao mínimo. Sobrevivem com base nas reservas de gordura que acumularam antes de entrarem em hibernação (Urso-pardo) ou através de alimentos que armazenaram. Também na classe dos répteis esta é uma adaptação comum, porque nestes animais as temperaturas baixas, são mesmo incompatíveis com a sua sobrevivência já que não regulam a sua temperatura corporal.
E no verão será que também podem hibernar? Ora,  no verão, o nome é diferente, chama-se estivação. O aumento da temperatura para temperaturas altas pode condicionar a existência de alguns animais, até porque a água disponível geralmente também diminui nesta estação do ano.
Grou-do-japão
Perante as condições de adversidade à vida seja pelo frio ou pelo calor, há animais que adotam outra estratégia e migram como já falamos a semana passada, passam assim parte do ano numa região do mundo e depois vão para outra zona, que lhes ofereça mais alimento e melhores condições para a sua sobrevivência e/ou reprodução.
As migrações, são frequentes na classe das aves, ainda que alguns mamíferos também o façam, como ocorre nas savanas em África durante a estação seca.
O Grou-do-japão, que pode ser observado no Jardim Zoológico, no seu habitat natural, nidifica na Rússia e nordeste da China e inverna no norte da Correia.

Sem comentários: