Follow by Email

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Da estepe ao deserto


Saguaro
Como falámos no último artigo as estepes muitas vezes representam zonas de transição entre as savanas e também dos desertos. É sobre este tipo de habitat que iremos falar hoje.
Ao princípio podemos pensar que são zonas desprovidas de vida e preenchidas por areia, mas será que é verdade?
Ora nestes locais apenas existe uma estação durante todo o ano que é marcada pelas elevadas amplitudes térmicas ao longo do dia e a baixa pluviosidade que condiciona as formas de vida aí existentes.
Quanto ao solo, pode ser predominantemente constituído de areia ou rocha.
Alguns desertos do nosso planeta são muito conhecidos, como é o caso da Antártida, que é um deserto gelado e também o maior do nosso planeta, situa-se no Pólo sul. O deserto do Saara e Calaári, encontram-se no continente Africano. Na Ásia, Mongólia, encontramos o deserto do Gobi.
Órix-da-arábia
Num deserto arenoso, podemos encontrar plantas que se especializaram no armazenamento, do seu bem mais precioso e escasso que é a água, exemplo disso são os saguaros ou as iúcas. Também os animais colonizaram este habitat, são exemplo disso, o Monstro-de-gila e o Órix-arábia, ambos podem ser observados aqui no Jardim Zoológico. O Monstro-de-gila, armazena na sua cauda reservas de gordura que lhe são cruciais para a sua sobrevivência em alturas de carência, nas quais se refugia debaixo do solo. O Órix-arábia ocorre no deserto do Calaari e Karoo e estepes onde se alimenta de arbustos e herbáceas, pode também procurar raízes e bolbos que são ricos em água.
O Órix-da-arábia é uma espécie que já esteve localmente extinta e foi reintroduzido com sucesso, pelo Jardim Zoológico, no Qatar.

Sem comentários: