Follow by Email

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Destinos de férias em extinção: A Amazónia

A Amazónia é o pulmão do planeta Terra. Quantas vezes já ouvimos esta frase feita e nunca pensámos sobre ela?
Amazónia - rio Amazonas
A floresta amazónica é a maior floresta tropical do Mundo. Estende-se por 6 milhões de quilómetros quadrados, uma área equivalente a um pouco menos que a Austrália. Na bacia do rio Amazonas, a floresta amazónica une junto ao equador, países como o Brasil, a Colômbia, a Venezuela, a Bolívia e o Peru.
Este tipo de florestas, as florestas húmidas, cresce em zonas onde a precipitação é elevada durante todo o ano e o calor e a humidade proporcionam o desenvolvimento de inúmeras espécies vegetais e com elas uma diversidade imensurável de espécies animais. A floresta húmida é o maior ecossistema das florestas tropicais e a Floresta da Amazónia a maior e mais rica do Planeta!
A amazónia sustenta por exemplo, um quinto de todas as espécies de plantas produtoras de flor do planeta, e um em cada dez mamíferos existentes!
Desflorestação Amazónia
No entanto, um sexto desta notável floresta já foi destruído. Só no ano de 2004, foram devastados 26000 km2, o equivalente a 1/4 da área de Portugal. E a devastação continua… O efeito da desflorestação  direta e notoriamente relacionado com as alterações no clima, não parecem ser suficientes para travar a ação do Homem tão empenhada na destruição.
A ação local e a intervenção direta no habitat são logicamente medidas de conservação prioritárias, no entanto, a conservação das espécies ex-situ, ou seja fora do habitat natural é cada vez mais importante.

Arara-jacinta

A interminável ameaça do tráfico ilegal de espécies e a desflorestação levam a que a manutenção de populações saudáveis e viáveis sob cuidados humanos possa vir a assumir um papel determinante  para a sobrevivência de animais magníficos, como a grande Arara-jacinta, o Jaguar, o Urso-formigueiro, o Macaco-aranha, o Tapir e a Arara-escarlate.
Mico-leão-dourado
O Jardim Zoológico tem ao seu cuidado mais de 30 espécies diferentes amazónicas, dependentes de medidas de conservação. Mas a participação do Jardim Zoológico para a conservação das espécies amazónicas inclui também um fundo próprio denominado “Fundo para a Conservação in situ do Jardim Zoológico”. Esta é uma das formas pelas quais o Jardim Zoológico pretende cumprir o seu papel na Conservação da biodiversidade. Dirige-se entre outros a financiar o programa de Conservação do Mico-leão-dourado e do Saguim-cinzento na Amazónia.
É tempo de todos agirmos. Faz a tua parte através da tua visita ao Jardim Zoológico

Sem comentários: