Follow by Email

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Ecossistema urbano


Alvéola-branca
Ao longo das últimas semanas temos falado, sobre diferentes tipos de habitat, esta semana iremos falar de um habitat particular, que nos rodeia e que muitas vezes já pouco de natural encontramos nele. O habitat urbano, por muito cimento que nos rodeie, continua a existir vida animal e vegetal entre nós.
Se pensarmos em aves existentes em cidades provavelmente pensamos logo em Pombos, mas há outras, melros, falcões, alvéolas, pardais e piscos que agora dão vida a floreiras citadinas.
E os que foram introduzidos ou seja apesar de não pertencerem à nossa fauna, já dão um toque tropical à capital como os periquito-rabo-de-junco, com as suas vocalizações estridentes podem ser observados em diferentes zonas de Lisboa, por exemplo no Campo Grande e Campo Pequeno.
Também os ratos como o rato-norvergico, nos proporcionam muitas vezes encontros de último grau em qualquer zona de qualquer cidade.
Também os insetos são ubíquos, ou seja, existem em todo o lado.
De notar que para as mais diferentes espécies as cidades têm inúmeros riscos, mas também podem oferecer várias oportunidades de alimento, especialmente para as espécies oportunistas.
Fica atento e regista os animais que consegues observar na tua cidade, verás que são muitos!

Sem comentários: