Follow by Email

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Tenho o pescoço comprido e não sou a Girafa, quem sou?


Esta semana apresentamos um réptil, que pode ser observado no Jardim Zoológico e que pertence à ordem dos  quelónios, ou seja, é uma tartaruga. Dentro das tartarugas temos as aquáticas, terrestres e semi-aquáticas. Apresentam diferenças entre si, principalmente nas adaptações que desenvolveram, as aquáticas que têm as patas modificadas em barbatanas e as terrestres  têm membros robustos e fortes para se poderem deslocar.
Passando às apresentações, esta é uma tartaruga semi-aquática, Tartaruga-de- pescoço-comprido-de-roti, é endémica da ilha de Roti, na Indonésia, o que por si só já representa uma situação particular para a sua conservação, pois esta espécie só existe nesta ilha.
Ambos os sexos desta espécie têm um pescoço que é muito mais longo do que os que observamos em outras espécies de quelónios. As fêmeas são normalmente maiores do que os machos, são por isso um exemplo de dimorfismo sexual.
Estas tartarugas são carnívoras e têm hábitos nocturnos.
Relativamente ao seu estatuto de conservação está criticamente em perigo, isto significa que está a um passo de se extinguir no habitat natural, principalmente porque a ocupação humana da ilha entra em conflito com a sua existência, já que são capturadas para o tráfico de espécies exóticas.
 Quanto mais rara se torna à medida que é levada à extinção, mais alto é o valor que se paga por ela no comércio ilegal.
Esta espécie,  esta abrangida pela campanha EAZA, sobre o tema sudeste asiático.
Venha conhecer esta tartaruga, visite-nos!

Sem comentários: