Follow by Email

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

O Jardim Zoológico tem cada vez mais pinta!

Há 4 milhões de anos, antes de todos os outros grandes felinos, surgiu a Chita (Acinonix jubatus), o animal terrestre mais rápido do Mundo em curtas distâncias. Atinge os 75 km/hora em apenas 2 segundos e pode correr a 100 km/hora em distâncias de 300 a 500 metros! Mas nem a sua velocidade recordista, a livra da extinção. Atualmente, a Chita corre pela sobrevivência da sua espécie na Terra. Está extinta em pelo menos 13 países onde outrora foi abundante, e a sua população não ultrapassa os 15000 animais. Só nos últimos 20 anos a população mundial de Chitas diminuiu 30%! 

São várias as ameaças à sua sobrevivência. Adivinham qual é a mais séria? É isso mesmo, podem dizer, é o Homem. Ora se nós, o Homem, estamos a levar a Chita à extinção, também devemos ser nós a inverter esta situação. Faz-vos sentido? 
O Jardim Zoológico deitou mãos à obra e dedicou-se nos últimos anos à conservação desta espécie. E agora temos 5 boas notícias! Nasceram muito pequeninas com perto de 300g, e uma espécie de juba clara na cabeça, depois de um período de gestação de 3 meses. A mãe é extraordinária nos cuidados com os seus filhotes, tal como aconteceria na Natureza. 
Algumas espécies dependem da reprodução fora do habitat natural para sobreviverem, conservação ex situ. As chitas são uma delas. Travar o declínio da espécie, reproduzindo-a e possibilitando a reintrodução de animais no habitat natural, parece ser uma das formas mais significativas de conservação desta espécie. No entanto, o nascimento de crias é muito difícil. Enquanto alguns animais originam crias com facilidade sob cuidados humanos, esta espécie representa um enorme desafio para a ciência. Em 2010, das 90 instituições europeias com chitas ao seu cuidado, apenas 9 tinham já tido sucesso na reprodução da espécie. O Jardim Zoológico empenhou-se neste objetivo e investiu numa nova instalação que pretende ser o mais aproximado possível do habitat natural, e pensada para permitir um correto maneio reprodutivo e elementos de enriquecimento ambiental, este esforço estrutural em conjunto com uma alimentação adequada e o olhar atento de tratadores e veterinários, foram a chave do sucesso. 
Enquanto fazes a tua parte para a conservação da vida animal, vem ao Zoo e partilha esta alegria connosco. Até já!

1 comentário:

maria luis disse...

Parabéns ZOO pelas chitas,assim se podem ver os frutos colhidos pelo empenho e a dedicação de uma causa.
Assim deveria ser em tudo!!!!!
Maria Luis