Follow by Email

sexta-feira, 12 de abril de 2013

A pérola do Atlântico

O arquipélago da Madeira, que agrupa as ilhas da Madeira, Porto Santo, Desertas e Selvagens, é conhecido pelo seu magnífico ecossistema. Devido ao seu isolamento geográfico, muitas das espécies aqui presentes são únicas no mundo. A flora apresenta uma grande diversidade, que se distingue por uma combinação das características tropicais com as mediterrâneas, originando um mosaico vegetal extremamente rico. Muitas dessas espécies são endémicas, como o goivo-da-rocha, o dragoeiro, o loureiro ou as orquídeas-da-terra. 
Freira-da-Madeira
No entanto, grande parte da ilha é ocupada pela floresta de Laurissilva. Quanto à fauna terrestre, que contempla um grande número de endemismos, destacam-se o pombo-trocaz, o tentilhão, o bis-bis, a freira-do-bugio e a freira-da-madeira, uma das aves marinhas mais ameaçadas da Europa. No grupo dos répteis, temos a lagartixa-da-madeira e a osga-das-selvagens, endémica das ilhas Selvagens. Já nos insectos, calcula-se que 20% das espécies presentes na ilha são endémicas. Os ecossistemas costeiros também são muito diversos. De entre a fauna marinha presente, registam-se meros, sargos, bodiões, garoupas, baleias e golfinhos. Muitas vezes também é possível observar tartarugas-marinhas. Mas a espécie mais emblemática é mesmo a foca-monge-do-mediterrâneo, também conhecida como lobo-marinho. É a única espécie de foca que vive em território português, nomeadamente nas Ilhas Desertas. 
A população originária era muito numerosa, contudo, devido ao impacto negativo do Homem, actualmente a foca-monge está entre as 10 espécies de mamíferos mais ameaçados do Mundo, restando apenas 500 indivíduos. Em 1988 registavam-se somente 6 indivíduos nas Ilhas Desertas, facto que levou à criação de uma Reserva Natural neste local, em 1990. Estas medidas para a protecção da foca-monge têm levado à obtenção de resultados positivos, uma vez que, actualmente, a colónia conta com 23 indivíduos. Devido à sua posição de topo nas cadeias alimentares, a foca-monge é considerada um indicador do "estado de saúde" do ambiente marinho, pelo que se torna urgente a sua preservação, assim como do seu ecossistema.

Sem comentários: