Follow by Email

sexta-feira, 14 de junho de 2013

A importância de um jardim na nossa casa

É claro que a importância que cada um de nós dá ao jardim é muito diferente, pois cada um desses jardins é criado com um determinado objectivo, que poderá ter múltiplos usos. Portanto quando se criam espaços verdes, como os jardins das nossas casas, o seu criador deverá pensar nos diferentes objectivos, de forma a reflectir a sua ideia para o espaço.
Os usos que atribuímos aos jardins é que os tornam diferentes e mais ou menos importantes. Por exemplo, para um biólogo um jardim poderá ser uma fonte de estudo, já para um escritor poderá ser uma fonte de inspiração, para outros poderá ser para contemplação, descanso, lazer, etc.
Então a importância depende do uso e depende também de cada um de nós que usufrui do jardim. Apesar da importância de um jardim estar relacionada com as pessoas, pelo facto de nos poder fornecer alimentos frescos, exercícios e benefícios para a saúde, criar oportunidades de aprendizagem geracional e ao longo da vida, através da jardinagem, melhorando a paisagem e o ambiente próximo das pessoas, tem também importância como espaço de vida, biodiversidade e, em ultima análise, como fonte de oxigénio.
Em vários estudos na Europa e na América um projecto de paisagismo para o jardim da propriedade, casa, urbanização, empresa ou até mesmo centros comerciais pode aumentar o valor dessa mesma propriedade de 10% a 30%.
Em suma, a importância de um jardim na nossa casa depende de cada um de nós e para o objectivo para que foi criado, seja ele ambiental, estético, cultural, económico e/ou educacional.

Dos 3 aos 5 anos

Conhecem os programas de férias do Jardim Zoológico? Para além do nosso Campo de Férias - ATL do Zoo - que já deve conhecer, este ano o Jardim Zoológico lembrou-se dos mais pequenos, agora há o Atelier do Zoo! Os meninos e meninas dos 3 aos 5 anos de idade também podem ter uma semana em cheio.

“Toca e Descobre” é o lema dos Ateliers de Férias do Zoo. Os mais pequenos exploradores da Natureza podem agora participar numa aventura onde se conjuga o saber, o saber fazer e o saber estar. Os nossos pequenos participantes vão aprender mais acerca da biodiversidade, da importância das espécies e da Natureza. Tudo isto através da experimentação e da vivência que única que o Jardim Zoológico lhes proporcionará durante uma semana inesquecível. 

Os animais que animam os contos infantis saltam dos livros para a realidade e fazem as delícias dos mais novos num jardim cheio de cor, o Jardim Zoológico. Nos Ateliers de Férias do Zoo as crianças desenvolvem o respeito pelo ambiente enquanto adquirem competências relacionais com os outros, sejam estes, pessoas, animais ou plantas!
Vão compreender que dentro do seu mundo, existem outros pequenos mundos, muito diferentes habitados por vários animais que vivem no Jardim Zoológico, mas que também podem viver na natureza; aprendem também que a natureza não é só a casa dos animais mas é também a nossa casa e que por isso devemos respeitá-la e preservá-la, através de práticas simples no dia a dia onde nem os pais conseguirão escapar indiferentes.


Aqui não há Sereias, Do Gato ao Tigre, Pezinhos de lã, são temas engraçados não concorda? E se lhe disséssemos que estes são apenas alguns dos temas a desenvolver na semana dos Ateliers de Férias do Zoo? Dê asas aos seus pequenos e proporcione-lhes uma experiência única enquanto fazem novos amigos e exploram o mundo animal de uma forma divertida. Para o comprovar, os pais são convidados a entrar neste mundo e assistir a uma apresentação de trabalhos e experiências no último dia da semana, no Auditório do Centro Pedagógico. Poderá inscrever-se já aqui

Esperamos por si e pelas suas crias!

NO TEMPO DOS NOSSOS AVÓS…

Ser avó ou avô é uma perdição! Nunca ouviram dizer? É um verdadeiro regresso à infância… É vê-los balbuciar para conseguir um sorriso do novo bebé, gatinhar no chão para estimular os primeiros movimentos autónomos do pequenote entre tantas outras gracinhas que estes seniores, os avós, se submetem com imenso prazer e agrado!

Com eles aprendemos o valor da família, mas se estivermos atentos, aprendemos muito mais… Aprendemos como se vivia antigamente, aprendemos por exemplo que há muitos anos, só se comia carne algumas vezes por semana, não se desperdiçava água porque era muito difícil de a obter, as mães e avós costuravam a roupa que era necessária, as pessoas não tinham telemóveis nem acesso à Internet!

Reutilizar e reciclar eram actividades diárias sem que houvesse “publicidade verde”. Os tempos eram outros e o Planeta mais saudável. 

No tempo dos nossos avós, as pessoas, transformavam e reutilizavam muito mais os recursos que tinham disponíveis, eram, mesmo sem saberem, mais ecológicos. Agora, nós, podemos ir ao sótão dos nossos avós e descobrir verdadeiros tesouros recicláveis e reutilizáveis. Ora vejamos, aquele candeeiro antigo limpo e com uma vela, dá uma excelente lanterna de jardim! Aquela cadeira de baloiço tratada, um óptimo recanto de leitura. A velha máquina de costura pode coser velhos retalhos de tecido e criar uma original manta de pic-nic, coberta de cama ou de sofá! E se encontrarmos os velhinhos serviços de jantar com guardanapos de pano, porque não reutilizá-los e evitar os de papel?

Também de boa idade é o Jardim Zoológico, Lisboa viu-o nascer e crescer e, tal como no tempo dos nossos avós, aqui pode passar um dia divertido em família. Agora convidamos os avós a virem conhecer um novo Zoo, diferente do que conheceram na sua juventude e preparado para os receber, incluindo um programa especialmente dedicado aos nossos queridos avós! 

Saiba mais em http://www.zoo.pt/site/actividades.php?contentid=89 e encante-se com o nosso sénior favorito, o Zoo!