Follow by Email

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

O nosso animal do mês é… a Suricata (Suricata suricatta)

Habitantes das regiões áridas do Botswana, África do Sul, Lesoto e no deserto do Kalahari na Namíbia, estes pequenos carnívoros com menos de 30 cm e menos de 1 kg de peso, fazem as delícias de quem os observa.

Muitas são as adaptações ao ambiente árido em que vivem, mas podemos destacar a máscara escura em torno dos olhos que os protege do brilho do sol, e as pupilas horizontais longas que lhe garantem uma visão ampla, e a membrana ocular que protege os seus olhos da areia enquanto escava os seus túneis.

A atividade diária é intensa e gerida de forma comunitária. À noite, descansam juntos na toca subterrânea e de manhã cedo emergem para a superfície. Durante o dia o grupo procura alimento em conjunto e procura abrigo no pico do calor numa zona de sombra. O seu repertório de comportamento é vasto e inclui, banhos de sol pela manhã, procura de alimento, descanso junto à entrada da toca, vigilância, marcação de território, brincadeira, entre outras tarefas. Um dia na vida de uma suricata é um dia agitado.

Estes pequenos herpestídeos, o grupo de mamíferos a que pertence esta espécie, são verdadeiros arquitectos, os abrigos subterrâneos que constroem, não são apenas tocas. São verdadeiras obras de arquitectura, tratam-se de sistemas de túneis e câmaras que utilizam para diversos fins. Sabe-se por exemplo, que esta espécie tende a definir as divisões das suas casas, sobretudo a casa de banho, é comum defecarem e urinarem sempre numa das câmaras!

No Jardim Zoológico, a instalação naturalista da espécie, tem vindo a proporcionar momentos divertidos a todos os visitantes que desta forma podem observar de perto a atividade diária das Suricatas.

Atualmente classificada como Pouco Preocupante pela UICN, a União Internacional para a Conservação da Natureza, a sua distribuição é ampla e a espécie não apresenta fatores de ameaça sérios. A população total na natureza depende das condições do habitat e de futuras alterações que possam prejudicar o atual equilíbrio.


Podes visitar esta colónia de Suricatas que anualmente nos orgulha com novas crias e conhecer os seus hábitos enquanto contribuis com a tua visita para o fundo de Conservação do Jardim Zoológico e apoias esta e tantas outras espécies na sua luta pela sobrevivência.

Sem comentários: