Follow by Email

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

JOEL SARTORE FOTOGRAFA NO JARDIM ZOOLÓGICO PARA O PROJETO PHOTO ARK



Joel Sartore | fotografa uma Impala-de-face-negra macho para o projeto Photo Ark



Após marcar presença na inauguração do Projeto Photo Ark na Galeria da Biodiversidade, no Porto, Joel Sartore viajou até Lisboa para fotografar 11 espécies no Jardim Zoológico.




No dia 18 de outubro o Jardim Zoológico recebeu Joel Sartore para a realização de uma sessão fotográfica no âmbito do Projeto Photo Ark. O objectivo; fotografar 11 espécies diferentes, com os mais variados estatutos de conservação. As fotografias conseguidas vão integrar o projeto na exposição mundial, que abriu ao público, na Galeria da Biodiversidade, no Porto, no dia 18 de outubro, e onde permanecerá até dia 29 de abril.

Esta mostra engloba cerca de 40 fotografias, infografias e vídeos das mais diferentes espécies, através dos quais os visitantes podem ficar a saber mais sobre as mesmas. A missão do fotógrafo Joel Sartore, mentor do projeto Photo Ark é sensibilizar o público para a extinção das espécies que fotografa e promover a sua conservação.


Exposição Photo Ark, Galeria da Biodiversidade, Porto



PROJETO PHOTO ARK

O projeto Photo Ark nasceu pelas mãos de Joel Sartore com a missão de fotografar as espécies ameaçadas ou em perigo de extinção do mundo, sublinhando as características que as tornam únicas, sensibilizando para a sua conservação. As fotos são realizadas sobre o fundo preto ou branco porque, segundo o fotografo, "sem nenhum elemento de comparação, uma formiga é tão grande e tão importante como um elefante. Deste modo, não há distrações e podemos olhar nos olhos dos animais."

O projeto teve início em 2006 e, no passado mês de setembro, o fotógrafo da National Geographic capturou com a sua lente o 7.000.º animal.

O objetivo de Joel Sartore é reunir no Photo Ark 12 mil fotografias de diferentes espécies oriundas de todo o mundo. Para o fotógrafo este é o momento de agir: “Esta é a melhor altura para salvarmos espécies porque são tantas as que precisam da nossa ajuda."


Joel Sartore | Making of Photo Ark




ANIMAIS FOTOGRAFADOS 


              Girafa-de-angola                                 Leopardo-da-pérsia                             Lobo-ibérico                            Leão-africano                                                             













           Impala-de-face-negra                           Macaco-de-nariz-branco                       Gralha-negra                            Milhafre-negro                                         





Tartaruga-de-lama-de-adanson                Caimão-anão                           Serpente-rei-oriental         



JOEL SARTORE

Joel Sartore é um conceituado fotógrafo, porta-voz, autor, professor, conservador, parceiro e colaborador regular da Revista da National Geographic há mais de 20 anos.
Desde cedo, Joel Sartore revelou interesse pela natureza e os seus primeiros trabalhos para a National Geographic introduziram-no na fotografia de natureza. Desde então, muitas cicatrizes e sustos depois, já teve oportunidade de fotografar uma vasta variedade de espécies como lobos, ursos, leões elefantes e ursos polares.

Em 2006, abraçou o projeto de criar uma documentação fotográfica de 12 mil espécies de animais cativos e em vias de extinção. O   resultado é a maior “arca fotográfica” de animais do mundo.






quarta-feira, 4 de outubro de 2017

O JARDIM ZOOLÓGICO APRESENTA 2 NOVAS CRIAS DE TIGRE NO DIA DO ANIMAL


Crias de Tigre-da-sibéria (Panthera tigris altaica)


De forma a assinalar o Dia Mundial do Animal, o Jardim Zoológico dá as boas-vindas aos seus mais recentes habitantes: duas crias de Tigre-da-sibéria (Panthera tigris altaica). O nascimento destas crias, cuja espécie está classificada “em perigo” pela IUCN (União Internacional para Conservação da Natureza), permite ao Jardim Zoológico reforçar a sua participação em programas de reprodução de espécies ameaçadas e sensibilizar os visitantes para a extinção desta espécie.


O NASCIMENTO

As crias nasceram no dia 20 de Maio, de madrugada, depois de uma gestação de cerca de três meses e meio. Câmaras de filmar foram previamente colocadas na instalação, tanto interior como exterior, o que permitiu acompanhar à distância a última fase de gestação da fêmea bem como o desenvolvimento das crias. As imagens do parto foram, pela primeira vez, captadas no Jardim Zoológico.




Para promover o bem-estar da progenitora, diferentes abrigos foram construídos na instalação. Deste modo, a fêmea teve a oportunidade de optar pelo local onde iria ter as suas crias. Os pequenos tigres serão amamentados até aos 6 meses de idade e acompanhados pela progenitora, durante 2 a 3 anos, que lhes ensinará a sobreviver.


A SUBESPÉCIE

Provenientes dos vales com encostas rochosas na bacia do rio Amur, localizado na fronteira entre a Rússia e a China, os Tigres-da-sibéria, são a subespécie de tigre de maior dimensão. Embora os machos adultos sejam, por norma, mais corpulentos do que as fêmeas, não existe dimorfismo sexual, o que dificulta a diferenciação de sexos numa fase inicial e/ou a “olho nú”. A pelagem é ocre, com riscas castanhas longitudinais, tornando-se mais densa e mais clara no Inverno, adaptando-se ao frio e neve próprios do seu habitat natural.


AS AMEAÇAS

Muitos são os esforços que têm sido dedicados à conservação do Tigre. Ameaçados pela caça para o comércio de peles, pelo tráfico de órgãos para a medicina tradicional chinesa, pela perseguição por parte da população local para protecção do gado doméstico e pelas consequências do desenvolvimento das áreas agrícolas e urbanas, esta subespécie viu-se reduzida a 20–30 animais em 1940. Com o apoio de outros jardins zoológicos, parques e reservas da vida selvagem, estima-se que existem cerca de 400 tigres-da-sibéria em áreas protegidas, tendo o Jardim Zoológico realizado, em 1997, a primeira inseminação artificial bem-sucedida na Europa.


"Quantos Tigres há no Mundo - apenas 6000 tigres no habitat natural - 3 subespécies extintas"



A KIA

O progenitor destas crias, é apadrinhado pela KIA, que desde 2016 apoia o Jardim Zoológico, contribuindo para a preservação da espécie. A grelha “Tiger Nose” inspirou a marca a estar presente no Zoo com diversas activações e agora com a selecção de 3 conjuntos de nomes.
O Jardim Zoológico vai disponibilizar no seu site, uma votação conjunta para se dar nome a estes novos pequenos tigres. Shilka (fêmea), Argun (macho),  Zeya (fêmea) e Huma (macho) ou Songhua (fêmea) e Ussuri (macho), são nomes de rios existentes no habitat natural desta espécie. A votação ficará a cargo dos visitantes do site do zoo e estará disponível a partir do dia 4 de Outubro (Dia Mundial do Animal), tendo a duração de 1 mês.




APADRINHAMENTO
No dia 4 de outubro usufrua de um desconto de 10€ no KIT de apadrinhamento do Tigre-da-sibéria.








Visite o Jardim Zoológico e conheça as pequenas crias de Tigre-da-sibéria, ao mesmo tempo que contribui para esta importante missão de conservação do mundo animal.




sexta-feira, 29 de setembro de 2017

DIA MUNDIAL DO PROFESSOR, NO JARDIM ZOOLÓGICO




No próximo dia 5 de outubro comemora-se em todo o mundo o Dia do Professor. Neste sentido, o Jardim Zoológico convida, mediante inscrição prévia, os docentes a participar em atividades gratuitas e exclusivas.

Neste dia será lançado o Concurso Nacional Escolas "Let it Grow - Alerta Invasoras" em conjunto com a ABAE Eco-Escolas e o Portal BioDiversity4All, e o Programa Educação 2017/2018 que abrange as seguintes áreas curriculares:

Pré-escolar (Conhecimento do Mundo), 1º Ciclo (Estudo do Meio e TIC), 2º Ciclo (Ciências da Natureza e TIC), 3º Ciclo (Ciências Naturais e TIC) e Secundário (Biologia e Geologia). 


O programa educativo do Jardim Zoológico para escolas, tem reconhecimento de Utilidade Educativa pelo Ministério de Educação, por desempenhar um papel importante no âmbito da educação ambiental desde o pré-escolar ao secundário. Este reconhecimento evidencia o paralelismo pedagógico entre os conteúdos veiculados pelo Jardim Zoológico e os curricula escolares. É concretizado através de atividades diversas, enquanto elemento de ligação entre a escola e o mundo real, numa perspetiva de contextualização das aprendizagens desenvolvidas na sala de aula.

Conheça os conteúdos pedagógico-didáticos que desenvolvemos para professores no âmbito da educação ambiental, e todas as atividades em que pode participar, venha passar o Dia Mundial do Professor connosco.

Todos os programas educativos escolares são gratuitos.